Monday, October 06, 2008

Renascer


























do mar
nasce o teu abraço

no teu porão
sonho
a vigília das noites futuras

neste barco
onde está escrita
toda a tua vida
as ondas devolvem-me
os segredos do teu olhar

não há lua
não há mar

apenas o cais
onde desembarco
e recomeço

Orlando Jorge Figueiredo

1 comment:

LB said...

Só agora descobri este poiso, mas gostei de saber que o fim do suplemento literário da "Saber Açores" não calou a sua pena. Prometo ir voltando.