Friday, June 08, 2007

Ronald de Carvalho e Ledo Ivo

Foto: Maria Isabel Batista in http://www.olhares.com/Farisa


ÉPURA

Geometrias, imaginações destes caminhos de minha terra!

Curvas de trilhos
triângulos de asas,
bolas de cor…

Sombras redondas agachadas entre as árvores,
cilindros de troncos embebidos na luz…
Geometrias, imaginações destes caminhos de minha terra!
Cheira a mar!
Melancolicamente, esta alegria geométrica,
pingando brilhos polidos,
o leque das bananeiras abana o ar da manhã…

Ronald de Carvalho


OFÍCIO DE VIVER

Vou sempre além de mim mesmo
em teu dorso, ó verso.
O que não sou nasce em mim
e, máscara mais verdadeira
do que o rosto, toma conta
de meus símbolos terrestres.
Imaginação! teu véu
envolve humildes objectos
que na sombra resplandecem.
Vestíbulo do informulável,
poesia, és como a carne,
atrás de ti é que existes.
E as palavras são moedas.
Com elas, tudo compramos,
a árvore que nasce no espaço
e o mar que não escutamos,
formas tangíveis de um corpo
e a terra em que não pisamos.

Se inventar é o meu destino,
invento e invento-me. Canto.


Ledo Ivo

No comments: