Thursday, May 10, 2007

Poeta - Adolfo Casais Monteiro

.
Foto: Marta Azevedo in http://www.olhares.com/Martita
Poeta: uma criança em face do papel.

Poema: os jogos inocentes,

invenções de menino aborrecido e só.

A pena joga com palavras ocas,

atira-as ao ar a ver se ganha o jogo;

os dados caem: são o poema. Ganhou.


Adolfo Casais Monteiro


.

PARA O DUARTE:

À Mesa


A mãe, se me vê

comer com a mão,

prega-me logo

uma lição.


Então, tentei

comer com o pé:


Tirei sapato,

tirei a meia...

Ia levando

uma tareia.


Mas amanhã

não ralham comigo

pois vou comer

pelo umbigo.


Luísa Ducla Soares

1 comment:

jose augusto soares said...

Obrigado pela sua visita ao "Castelete Sempre".
Não conhecia o seu blogue, de que gostei muito, e vou colocá-lo nos links do meu.

Saudações lisboetas de um picaroto do coração.